Declaração do IR 2020: É melhor entregar agora ou depois?

Quanto mais cedo o contribuinte enviar as informações à Receita Federal, maiores são as chances de receber os valores de restituição nos primeiros lotes.

O período para entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 acontece do dia 2 de março a 30 de abril. Pessoas que receberam rendimentos tributáveis com valores iguais ou superiores a R$ 28.559,70, em 2019, são obrigadas a declarar.

Quanto mais cedo o contribuinte enviar as informações à Receita Federal, maiores as chances de receber os valores de restituição nos primeiros lotes. Isso desde que possua quantias a restituir.

Em 2020, o pagamento da restituição do IR 2020 será feito em cinco lotes, que serão pagos entre os meses de maio e setembro. Integram os grupos prioritários para receber a restituição no primeiro lote, idosos e pessoas com alguma deficiência física, mental ou com doença grave têm prioridade

Demais contribuintes que queiram receber no segundo lote, com previsão de pagamento em junho, devem entregar a declaração logo nos primeiros dias. Quem deixar para declarar na última semana será restituído apenas em setembro.

Leia também: Imposto de Renda 2020: Quem deve declarar?

O que acontece se deixar para declarar o IR nos últimos dias?

A vantagem para os contribuintes que recebem a restituição nos últimos lotes é que o valor entregue tem correção pela Selic. Essa taxa, ultimamente, está em 4,25% ao ano.

Receber a restituição nos primeiros lotes pode ser vantajoso para declarantes que não possuem dívidas. Assim, podem investir o dinheiro em aplicações com retornos mais altos do que a taxa básica de juros.

A alternativa pode ser benéfica também para quem possui dívidas, pois poderá utilizar os valores para amortização ou quitação do saldo devedor.

Em contrapartida, pessoa que têm pouco controle financeiro podem deixar para declarar o IR nos últimos dias. Desta forma, receberão a restituição no final do ano e poderão usar os valores para quitar, por exemplo, IPTU, IPVA e seguros.

Como ser restituído mais cedo?

Mesmo quem entrega a declaração no início pode receber a restituição nos lotes finais. Isso acontecerá se a Receita fizer uma apuração mais detalhada. Por isso a necessidade de informar todos os dados corretamente.

Contribuintes que queiram receber a restituição nos primeiros lotes devem ter atenção e cuidado ao preencher a declaração. Qualquer erro notado pela Receita pode ter como consequência a necessidade de correção por parte do declarante. Isso é feito por meio do envio de declaração retificadora.

Se isso chegar acontecer, o problema deverá ser solucionado primeiro e só após os valores de restituição serão pagos.

Comece a se programar para declarar o seu imposto de renda o quanto antes.

A Pascon e Freitas é um escritório de contabilidade na grande BH especializado também em IPRF. Que tal conversar com um consultor e planejar agora mesmo sua declaração?

Agende uma consultoria agora mesmo, ligue (031) 99468-4800 ou chame a gente no WhatsApp clicando aqui.